Não se enrole ao comprar a casa própria

20/09/2011 10:09 - Atualizado em 20/09/2011 10:09

Calouros nos financiamentos de longo prazo, consumidores das classes C e D, principais contemplados pelo ‘Minha Casa, Minha Vida’, devem ficar de olhos bem abertos no controle das contas.

Mesmo contando com sistemas de proteção, como cota de pagamento máximo de 10% da renda mensal, para faixas de menor rendimento, seguro contra invalidez e fundo garantidor - que em caso de desemprego passa as parcelas por vencer para o fim do financiamento -, qualquer deslize no orçamento pode comprometer o sonho da casa própria.

Para não transformar a dívida em pesadelo, o professor de finanças da Fundação Getulio Vargas (FGV) Alexandre Canalini orienta controle. “Gastos com cartão de crédito e financiamento devem manter limite de 20% do orçamento. Mais do que isso já compromete a saúde financeira da família”, afirma. 

Como o pagamento das parcelas só se inicia após a entrega das chaves, enquanto espera o imóvel ficar pronto, a dica é que o mutuário guarde o dinheiro do pagamento das parcelas em uma poupança.

“Além de ter uma reserva para imprevistos, ele já garante os gastos com a mudança e obras de acabamento do novo lar”, orienta Lúcio Delfino, diretor da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação (ABMH). 

Como evitar aperto de contas

1 Comprometa apenas 20% do orçamento familiar com os financiamentos
2 Ultrapassar esse limite significa alto risco de endividamento e de inadimplência
3 Reserve previamente a cota mensal do financiamento em poupança
4 Renda extra ajuda no controle de imprevistos e com as despesas de mudança
5 O dinheiro de reserva também será útil para as obras de acabamento do lar
6 Anote num calendário as datas de pagamento de todas as suas prestações
7 Faça uma planilha com as suas despesas recorrentes e as que são pontuais
8 A organização ajuda a identificar onde estão os gastos desnecessários
9 Discuta em casa as prioridades e os sonhos de consumo da família
10 O engajamento de todos é fundamental para garantir o sucesso coletivo 
11 Deixe a administração das contas com o membro da família que for o mais racional
12 Os emotivos se entregam mais facilmente a empréstimos, arriscando o orçamento

Copyright © 2011 Adalex - Todos direitos reservados
Est. Dr. Plínio Casado, 2551 sala 1 - Prata, Nova Iguaçu - Telefone: (21) 3662-2025

Desenvolvido por: AGWS e Agência Saliva